Assistente de Donald Trump é demitida após revelar que ele não quer ser fotografado com filha “acima do peso”

02/09/2019 - 18:00 | Por: Circolare


Depois de beber um pouquinho a mais, a assistente pessoal de Donald Trump, Madeleine Westerhout, de 28 anos, foi dispensada do cargo.

Em conversa com jornalistas, durante um jantar informal, Madeleine revelou que Trump não gostava de aparecer em fotografias ao lado da filha Tiffany, por considerá-la acima do peso, e ainda que este não saberia distingui-la numa multidão.

“Ela bebeu uns copos e, num momento estranhamente não vigiado, disse demais aos repórteres”, revelou uma fonte, citada pelo Politico. Ora, a questão é que estes jantares entre membros do staff da Casa Branca e jornalistas, em que são partilhadas informações confidenciais, são algo comum quando o presidente se encontra de viagem. O problema foi que, desta vez, “os media violaram descaradamente esse acordo”, revelou um oficial da administração.

Madeleine ainda se gabou de ter uma melhor relação com o presidente do que as próprias filhas.

50 Cent revelou que Donald Trump lhe ofereceu meio milhão de dólares para “aparecer” na posse

20/02/2019 - 16:00 | Por: Circolare


Em entrevista ao programa “The Late Show with James Corden”, o rapper 50 Cent revelou que recebeu o uma proposta de Donald Trump para ir na cerimônia de posse, no começo de 2017.

O presidente dos Estados Unidos estava disposto a pagar meio milhão de dólares mas o cantor recusou a oferta.

O apresentador James Corden perguntou se o valor era para 50 Cent cantar, o que o rapper negou. “Não, só para aparecer”. “Não pode ser só o dinheiro, você tem de ter cuidado com o que faz publicamente. Eu fiquei ‘uau’, mas disse: ‘não me chame para corrigir seus problemas com os eleitores afro-americanos. Vai chamar outra pessoa”.

Trump quebra protocolo com rainha Elizabeth II

15/07/2018 - 10:00 | Por: Circolare


É claro que Donald Trump não poderia encontrar a rainha Elizabeth II sem ao menos cometer uma gafe. uma não, três!

Depois de deixar a monarca esperando mais de 10 minutos após o horário marcado para o encontro, Trump cumprimentou a rainha sem se curvar, como manda a tradição. Tanto ele quanto Melania apenas apertaram a mão da rainha.

A mais “séria”, portanto, foi durante a inspeção da guarda real britânica. O presidente dos Estados Unidos ultrapassou a monarca e andou na frente dela por alguns instantes. A rainha fez gestos com a mão direita, tentando direcionar o caminho de Trump. Porém, ele simplesmente caminhou alguns passos em sua frente e parou, fazendo com que Elizabeth II, um tanto desconcertada, tivesse de dar a volta.

Andar alguns passos atrás da família real britânica é apenas uma das várias regras de etiqueta, que incluem não abraçar; esperar que a rainha indique o local adequado antes de se sentar à mesa para tomar chá; e jamais mergulhar bolachas na bebida.

Melania Trump usa casaco com frase ‘eu realmente não me importo’ ao viajar para visitar crianças na fronteira

22/06/2018 - 10:00 | Por: Circolare

Em meio a crise das crianças Imigrantes nos Estados Unidos, e as críticas pesadas contra o presidente Donald Trump,  a primeira-dama Melania Trump fez uma visita não anunciada à fronteira do México, para acompanhar a situação.

Melania foi a um dos centros que abrigam as crianças que foram separadas de seus pais na fronteira e conversou com profissionais que trabalham no local. Mas, o que está dando o que falar é o casaco que ela escolheu para a visita, com a frase “eu realmente não me importo, você se importa?” estampada nas costas .

O tal casaco é da Zara, custa 39 dólares (cerca de 150 reais) e está esgotado.

Após a repercussão negativa, o presidente Donald Trump usou seu perfil no Twitter para defender a esposa. “‘EU REALMENTE NÃO ME IMPORTO, VOCÊ SE IMPORTA?’ escrito nas costas do casaco de Melania se refere à mídia de fake news. Melania aprendeu o quanto eles são desonestos e ela realmente não se importa mais!”, escreveu.

Depois de falar com Kim Kardashian, Trump perdoa Alice Johnson

07/06/2018 - 10:00 | Por: Circolare

Kim Kardashian não desiste e vai atrás do que quer. Ea é a estrela de reality show mais rica e famosa do mundo e agora conseguiu o impossível: o presidente concedeu clemência à bisavó Alice Marie Johnson, de 63 anos, que foi condenada à prisão perpétua por vender drogas.

Kardashian foi até a Casa Branca na semana passada para pedir que Trump perdoasse Johnson, que era ré primária quando foi condenada.

Depois do anúncio, Kim agradeu a Donald Trump pelo Twitter.

Trump confirma reunião com Kim Jong-un no dia 12 de junho

05/06/2018 - 12:00 | Por: Circolare


Semana passada foi Kim Kardashian e, na próxima semana, será outro Kim. A Casa Branca anunciou nesta segunda-feira (4), que a primeira reunião entre o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, acontecerá em Singapura às 09h00 locais de terça-feira, 12 de junho (22h00 do dia 11, em Brasília).

“Estamos ativamente preparados para a cúpula de 12 de junho entre o presidente (Trump) e o líder da Coreia do Norte”, declarou a porta-voz do Executivo americano, Sarah Sanders.

“Sentimos que as coisas estão andando para frente e que foi feito um bom progresso”.

Kim Kardashian se encontra com Donald Trump na Casa Branca

01/06/2018 - 10:00 | Por: Circolare

Lembra que a gente contou que Kim Kardashian ia se encontrar com Donald Trump na Casa Branca?

Os dois estiveram juntos nessa quarta-feira (30), para conversas sobre a “reforma carcerária”. O próprio presidente publicou em seu Twitter uma foto de Kim ao lado dele na Sala Oval. “Ótima reunião com Kim Kardashian hoje, falamos sobre a reforma prisional e as sanções”, afirmou Trump na publicação.

Kim pediu a libertação de Alice Marie Johnson, uma mulher de 62 anos que esteve presa durante mais de duas décadas por um crime não violento relacionado com drogas.

A liberalização das sanções penais para este tipo de crime foi uma prioridade para o governo de Barack Obama, mas não conseguiu o apoio do Congresso.

Já o governo Trump optou pelo endurecimento de sanções penais.

Kim Kardashian marca reunião com Trump para discutir sentença de condenada

30/05/2018 - 14:00 | Por: Circolare

Kim Kardashian visitará a Casa Branca, nesta quarta-feira, (30), e se encontrará com Jared Kushner, genro e assessor do presidente Donald Trump, para discutir a reforma do sistema prisional.

A socialite vai discutir o perdão de uma sentença de prisão perpétua de Alice Johnson, de 62 anos cujos crimes estão relacionados com droga. A estrela do reality show “Keeping Up With The Kardashians” conheceu a história de Alice no Twitter e quis ajudá-la.

Alice Johnson é uma criminosa não violenta e foi condenada a prisão perpétua sem liberdade condicional.  “Assim como todos os outros, podemos fazer escolhas nas nossas vidas das quais não temos orgulho e que não pensamos bem”, disse Kim Kardashian.

Alice ajudou pessoas a vender droga através de mensagens para conseguir sobreviver. “Eu sou apenas um dos milhares de infratores não violentos que receberam penas de prisão obrigatórias e longas depois de cometer crimes sob dificuldades financeiras”, admitiu à CNN. Alice Johnson é mãe de cinco filhos e já cumpriu 21 anos de pena. A mulher, antes de ter sido presa, tinha-se divorciado, perdeu o emprego e viu um dos filhos mais novos morrer.

Pais de Melania Trump conseguem ‘Green Card’ nos Estados Unidos

23/02/2018 - 10:00 | Por: Circolare

Viktor e Amalija Knavs, pais de Melania Trump, a primeira-dama do Estados Unidos, viraram residentes permanentes do país, informou o advogado pessoal da família. “Posso confirmar que os pais da sra. Trump foram legalmente admitidos como residentes permanentes dos Estados Unidos”.

Os dois foram beneficiados por um programa de unificação familiar que foi ridicularizado por Donald Trump. Viktor e Amalija Knavs, assim como Melania, são da Eslovênia. Eles aproveitaram um programa que permite a cidadãos naturalizados – neste caso, Melania – para tramitar vistos para seus parentes próximos.

Imagem flagra ‘cola’ de Trump para responder a vítimas de tiroteios em escolas

22/02/2018 - 16:00 | Por: Circolare

O presidente americano Donald Trump usou nessa quarta-feira (21), uma “cola” para falar com estudantes e vítimas de tiroteios em escolas em uma reunião na Casa Branca.

Fotos feitas por agências de notícias (veja acima) mostram algumas das perguntas e frases que o presidente tinha anotado:

1- “O que você mais gostaria que eu soubesse sobre a sua experiência?”
2 – “O que podemos fazer para ajudar você se sentir seguro?”
3 – “Recursos? Ideias?”
4 – “Eu estou te ouvindo”

A última anotação mostra que Trump tem dificuldade em demonstrar empatia e que ele precisa ser lembrado que é necessário dar atenção às vítimas.